sexta-feira, 3 de junho de 2011

Mundo violento


Hoje na hora do almoço ao ligar no noticiário, me deparei com mais uma cena de violência, pois parece que virou moda vídeos constantes de violência na televisão. A ira começa a entrar no coração das pessoas, muitas amarguradas, e até cheguei a ouvir a declaração de um juíz que dizia "Estamos no final dos tempos, nada vai melhorar!"

Uma verdade que choca...e o mais chocante da TV hoje foram as imagens de uma babá agredindo uma criança...lamentável, pedi meu marido que desligasse a TV, já não suporto violência, e a uma criança pior ainda é.

Fui levar a minha filha menor a casa de uma amiga minha, e na volta me deparei com essas obras terríveis que andam em toda parte de Portugal, o governo por causa dos prazos de término das obras designados pela união européia, anda a fazer tudo as pressas por aqui.

Na ida duas carretas entraram na estrada do nada, quase que eu bati duas vezes seguidas! Na volta, os semáforos das obras desrregulados, ficam verdes de ambos os lados e todos saem ao mesmo tempo...eu fui uma delas, e me deparo a minha frente com monte de carros em sentido oposto ao meu, em uma rua que só passava uma fila de cada vez. Uma senhora muito "bem educada" desce o vidro do carro e começa a simplesmente berrar comigo, e eu tentando explicar e ela continuava a gritar feitro louca...os carros que vinham atrás dela acho que resolveram seguir o mesmo exemplo dela e todos desceram o vidro, ao menos os condutores seguintes entenderam que não foi uma falha minha...embora eu fosse a única que vinha em sentido oposto.

A violência, a falta de paciência das pessoas, a falta de amor...estão por todo lado...só Deus mesmo.

E procurando hoje uma mensagem para postar, encontrei esse devocional, que vai de encontro a tudo aquilo que eu precisava.


1 SAMUEL 30.1-25

Nunca mais se ouvirá de violência na tua terra, de desolação ou ruínas,
nos teus termos; mas aos teus muros chamarás Salvação, e às tuas
portas, Louvor. (Is 60.18.)

Davi regressava para seu lar, em Ziclague, com o seu exército de seiscentos
homens. Fora impedido por Deus de lutar ao lado dos filisteus contra
o exército de Saul. E, ao chegar a Ziclague, encontrou a cidade queimada e
sinais de violência por todos os lados. Suas mulheres, Ainoã e Abigail, não
estavam com os filhos esperando sua chegada. Uma grande dor encheu o
coração de todos aqueles homens, cuja primeira atitude foi chorar até não
terem mais forças para chorar.

Por causa das mulheres e dos filhos levados cativos, a amargura havia
tomado conta do coração de alguns homens de Davi. Falaram em apedrejá-
lo, tal o seu desespero. Mas o suave salmista do Senhor logo se refez e
se reanimou no Senhor, seu Deus. Davi não deixou aquela situação cegar os
seus olhos espirituais. Chamou Abiatar, o sacerdote, e consultou o Senhor.
Obteve a resposta de esperança e de que tudo seria restituído ao seu grupo
de guerreiros. Nada ficaria para trás.

Em face da violência que enfrentamos em nossos dias, devemos ter a
mesma atitude de Davi. Há uma saída: Fortalecer-nos no Senhor, para que
a cegueira da ira não nos faça cometer desatinos. Há o tempo de chorar,
mas há o momento de buscar a face do Senhor e de partir para a batalha
– a batalha da oração contra as hostes da maldade. Temos de lutar usando
as armas da luz e revestidos de toda a armadura de Deus. E, assim como fez
Davi, após derrotar o inimigo covarde, trazer libertos os cativos e repartir os
despojos com o povo de Deus, vamos testemunhar e festejar, pois em lugar
da violência haverá salvação e louvor.

Pai, como é doce a tua presença! Oh, que paz suave há em tuas
palavras. Faz da minha vida um cântico de adoração ao teu
nome e um instrumento de proclamação do evangelho.
Amém.


Pra. Ângela Valadão

2 comentários:

Giovanna disse...

Passei por aqui para deixar um grande abraço e que Deus encha seu coração de sabedoria para conviver num mundo cheio de violência ... muitas vezes achamos que ficamos de braços cruzados e nos sentimos impotentes de fazer algo, mas podemos sim, fazer muito mais, orar pelas nações, pelos povos, pelas pessoas, orar para que Deus quebrante seus corações, que liberta essas vidas aprisionadas pelo pecado e transforme seus dias mais suaves.. bjs Giovanna

Gabi disse...

Giovana, obrigada pelo seu comentário. Uma grande verdade. Recebo cada palavra, Deus te abençoe, bjinhos grandes.